Home arrow Ciclistas Stars/Portugal
 
 
 
 


Publicidade


Ciclistas Stars/In Portugal

Image

Joaquim Agostinho (1943-1984)
Image
Joaquim Agostinho foi o maior ciclista português de todos os tempos. Nasceu no dia 7 de Abril de 1943 em Brejenjas, freguesia da Silveira, concelho de Torres Vedras e morreu no dia 10 de Maio de 1984, depois de 10 dias em coma, em consequência de uma queda sofrida numa etapa da Volta ao Algarve.
Começou a praticar ciclismo no Sporting Clube de Portugal apenas aos 25 anos de idade, ao serviço do qual venceu 3 Voltas a Portugal (1970, 1971 e 1972) e 9 títulos de campeão nacional. Pela mão de Jean de Gribaldy, iniciou em 1968 a sua carreira internacional, obtendo resultados de destaque na Vuelta onde terminou em 2º lugar a 11 segundos do 1º classificado (1974) e no Tour de França onde terminou duas vezes no pódio (1978 e 1979) e venceu a mítica etapa do Alpe d`Huez (14/07/1979).
Representou as equipas do Sporting, Frimatic, Hoover, Magniflex, Bic, Teka, Flandria, Puch, Sem-France Loire e Sporting Lisboa Raposeira.

Image
Image
             Image       Image
             Image       Image
             Image       Image
             Image       Image
             Image       Image
                           Homenagem a Joaquim Agostinho (Flandria) vencedor em 1979 no Alpe d`Huez
             Image           Image
                                         Monumentos a Joaquim Agostinho (Torres Vedras e Silveira)

Image

Rui Costa
ImageNascido no dia 05/10/1986, na Freguesia da Aguçadoura, Concelho da Póvoa do Varzim, Rui Costa é nos dias de hoje, a grande figura do ciclismo mundial. Iniciou a sua carreira ao serviço do Guilhabreu, representando posteriormente o S.João de Ver, o Sport Lisboa Benfica, a Caisse d´Epargne, a Movistar e a Lampre..
No seu palmarés, merecem destaque presenças no Campeonato do Mundo Crono/Sub-23 (8º), GP Nações Sub-23/2008 (1º), Tour Swiss 2009 (13º), 4 Dias de Dunquerque (1º), GP Crédito Agrícola/2009 (1º), Volta a Chihuahua/2009 (3º e vencedor do Prémio da Montanha), XIX Challenge Ciclista Mallorca/Trofeo Deià (1º), Tour France (2011: vencedor da 8ª etapa Aigurande- Super Besse Lancy e 2012: vencedor das 16ª e 19º etapas entre Vaison la Romaine-Gap e Bourg d`Oisans-Le Grand Bornand), Tour Swiss 2012 e 2013 (vencedor final), Campeonato do Mundo 2012 (11º) e Klasica Primavera de Amorebieta 2013 (1º). 
O  ano de 2013 foi o da consagração internacional, através das vitórias do Tour Swiss, de duas etapas do Tour de France e do UCI Road World Champions, disputado em Florança-Itália, relegando Joaquim Purito Rodriguez e Alejandro Valverde para as restantes posições do pódio. 

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image  Image

Image  Image

Image

Image

Image

Image

Acácio da Silva
ImageDepois de Joaquim Agostinho, Acácio da Silva, natural de Montalegre (02/01/1961), perfila-se como o ciclista português com maior palmarés internacional.
Profissional entre 1982 e 1994, período em que representou a Royal-Wrangler, Eorotex-Mavic, Malvor-Bottecchia, Kas, Carrera, Festina-Lotus e Maia Jumbo, ao serviço das quais se destacou tendo vencido 3 etapas no Tour de France, 5 etapas no Giro d`Italia, onde envergou  repectivamente as camisolas amarela e rosa e obteve brilhantes classificações no Giro d`Italia (7º), Volta ao Luxemburgo (4º), Volta à Suíça (3º), Campeonato de Zurich (1º), Troféu Luis Puig (1º), Dauphiné Liberé (6º), Semana Catalã (6º), Volta ao Pais Basco (7º), Tour da Romandia (2º), Tirreno Adriático (2º), Liége-Bastogne-Liége (12º), Fléche Wallonne (4º), Giro de Lombardia (5º), Giro d`Emilia (1º), Giro Piemonte (2º), Troféu Pantalica (2º), GP Winterthur (1º), GP Lugano (2º), Campeonato de Portugal Estrada-Elites/1986 (1º), Classificação por pontos da Volta à Suiça/1988 (1º), Prémio da Montanha da Volta à Suíça/1983 (1º) e Sprints Especiais no Tour de France/1991 (1º).
Retirado do ciclismo, reside actualmente no Luxemburgo, onde continua a desfrutar de  enorme popularidade junto das comunidades luxemburguesa e portuguesa, pelos brilhantes êxitos alcançados no ciclismo mundial.

Image

         Image   Image   Image   Image

Image

José Azevedo
ImageNatural de Vila do Conde (10/09/1973), José Azevedo foi um notável ciclista profissional português. Os principais sucessos na sua carreira foram no Giro d`Italia/2001 (5º) e nos Tour de France/2002 e 2004 (6º e 5º). Para além dos referidos êxitos, obteve brilhantes classificações no Paris-Nice (6º), Volta ao País Basco (10º), Volta Castilla e Leon (5º) e Dauphiné Liberé (4º).
Ao serviço da Discovery Channel, sob a orientação de Johann Bruynnel, revelou-se como o homem de confiança de Lance Armstrong, dando importante e decisiva contribuição, nas 7 vitórias alcançadas pelo ciclista norte-americano no Tour de France.
Para além da Discovery Channel, envergou as camisolas do Recer-Boavista, União Ciclista da Maia, Once e Sport Lisboa e Benfica, ao serviço do qual terminou a sua carreira no final de 2008.
Encerrada a carreira ciclista, passou a exercer funções de diretor récnico nos quadros da equipa pro tour RadioShack Leopard Trek, tendo conduzido Christopher Horner à vitória da Vuelta España 2013, sucesso que originou a sua contartação pela equipa Katusha. 

Image

Image

            Image   Image   Image   Image
            Image   Image   Image   Image

Image

Fernando Mendes (1949-2001)
Image ImageNascido em Rio de Meão, concelho de Vila da Feira, Fernando Mendes iniciou a sua actividade na Ovarense até se tornar profissional no ano de 1965. Com apenas 17 anos, participou pela 1ª vez na Volta a Portugal defendendo as cores da Ovarense. Após  ter rejeitado uma proposta do F. C. do Porto, Fernando Mendes assinou pelo Sport Lisboa e Benfica, que representou durante dez épocas e ao serviço do qual venceu a Volta a Portugal de 1974. Ciclista completo, lutador e abnegado, transferiu-se para o estrangeiro, tendo representado brilhantemente as equipas da Flandria, Kas e Teka, como testemunham as excelentes classificações obtidas no Tour de France/1973 (17º) e 1977 (27º) e na Vuelta à Espanha/1975 (6º) e Sprints Especiais da Vuelta à Espanha/1975 (1º).
Depois de ter abandonado a competição em 1980, ano em que representou a equipa dos calçados Zala, manteve-se ligado às duas rodas, tendo exercido funções de técnico de varias equipas, entre as quais a Ruquita-Feiranse, com a qual venceu a Volta a Portugal, por intermédio de Fernando Carvalho.
Tragicamente desaparecido num brutal acidente de viação, deixou duma forma exemplar, um importante legado e contributo para a historia velocipédica nacional. 
       
            Image  Image  Image  Image

Image

José Martins
ImageNascido em Golães-Fafe (19/09/1951), José Martins Freitas foi um dos mais consagrados ciclistas portugueses, premiado com uma grande carreira internacional. Ao longo do seu percurso como profissional (1971-1980) envergou as camisolas da Coelima, Canada Dry-Gazelle, Kas-Campagnolo, Teka e Moliner-Vereco, ao serviço das quais obteve destacados resultados: Volta a Portugal/1972 e 1973 (2º e 3º), Volta à Madeira/1974 (1º), Volta à Catalunya/1974 (1º), Volta a Mallorca/1974 (1º), Volta a Aragón/1975 (2º), Volta ao País Basco/1975 (3º), Vuelta à Espanha/1975 (6º), Tour Suisse/1976 (1º Prémio da Montanha) e Tour de France/1976, 1977 e 1978 (12º, 17º e 22º).
Actualmente, continua ligado ao ciclismo na qualidade de fundador e reponsável pela Escola de Ciclismo José Martins, vocacionada para a captação e formação de novos e futuros valores do ciclismo nacional.

Image

Joaquim Andrade (14/06/1945)
Image ImageNatural de Travanca, Joaquim Andrade foi um dos grandes trepadores do ciclismo nacional.
Na sua extensa carreira internacional, representou as equipas do Sangalhos, Fagor, Flandria-Beaulieu, F.C. Porto, Gitane-Frigécréme, Mic Ludo-De Gribaldy, Coelima e Sport Lisboa Benfica ao serviço das quais obteve os seguintes êxitos: Volta a Portugal/1969 (1º Classificação Geral Individual, Classificação Jovens e Prémio da Montanha), GP Fagor/1971 (1º), GP Nocal/1971 (1º), GP Papeis Vouga/1974 (1º), Volta ao Algarve/1978 (1º), Campeonatos Nacionais Crono/1969, 1972 e 1973 (1º) e Campeonatos Nacionais Montanha/1969, 1970 e 1972 (1º).  
Ficaram nas memórias de todos os adeptos as emotivas etapas disputadas com Joaquim Agostinho e Fernando Mendes.

Joaquim Andrade (16/08/1969)
ImageFilho do vencedor da Volta a Portugal 1969, Joaquim Adrego Andrade Pereira cotou-se como um dos mais completos e resistentes ciclistas nacionais. A sua longevidade (1989-2009), levou-o à representação da Sicasal-Acral, Feirense-Imporbor, Recer-Boavista, Maia-Jumbo-Cin, Barbot-Torrie-Gondomar, Cantanhede-Marquês de Marialva, Porta da Ravessa-Bom Petisco, Wurth-Bom Petisco, Riberalves-Alcobaça, Tavira, Fercase-Paredes e LA Aluminios-Rota dos Móveis, com as quais alcançou as seguintes vitórias: Porto-Lisboa/1990 (1º), Volta ao Algarve/1990 (1º), GP Abimota 1991 e 1993 (1º), GP O Jogo/1991 (1º), Volta a Santa Maria da Feira/1992 e 1993 (1º), Volta ao Alentejo/2002 (1º), GP JN/1993 (1º), GP Lacticoop/1994 (1º), Tour Poitou-Charentes et de la Vienne/1997 (1º), Clássica da Primavera/1998 (1º), Volta dos Sete-Marinha Grande/1998 (1º), GP Gondomar/2006 (1º) e Campeonato Nacional Pista Perseguição/1990 e 1992 (1º), Campeão Nacional Crono/2002 e 2003 (1º) e Campeonato Nacional Estrada-Elites/2005 (1º).
Ciclista completo, recordista de Voltas a Portugal terminadas (21) nas quais granjeou enorme simpatia junto dos adeptos nacionais, não só pela sua longevidade, mas essencialmente pela sua humildade, correcção e forma de estar.
Image

Image

Dinis Silva
ImageNatural de S. João de Ver (23/10/1955), Dinis Alves da Silva, foi a maior promessa do ciclismo nacional, já que em 1973, com apenas 18 anos, em representação da Selecção de Portugal, conquistou um brilhante 2º liugar na Volta ao Estado de S. Paulo (Brasil).
Em 1974, na sua primeira e única participação na Volta a Portugal, em representação do Sport Lisboa Benfica, obteve um extraordinário 2º lugar da classificação geral individual, atrás do seu colega de equipa Fernando Mendes, vindo a falecer, prematuramente, pouco tempo depois (05/03/1975).
Na sua curta, promissora e espectacular carreira representou as formações do Figueira, Âmbar e Sport Lisboa Benfica.

Image

Ribeiro da Silva
Image Nascido em Lordelo (Paredes), em 16 de Fevereiro de 1935, cedo Ribeiro da Silva demonstrou grande apetência para a prática do ciclismo, contra a vontade de seu pai, que preferia uma vida mais estável na sua pequena fábrica de móveis. Depois de disputar e vencer várias provas populares e regionais, começa a mostrar todas as suas potencialidades ao classificar-se no 8º lugar na Clássica Porto-Lisboa. Em 1955 continuam os êxitos, conquistando o Campeonato Regional e participando na Volta a Portugal, que venceu, batendo Alves Barbosa. Em 1956, disputa novamente a Volta, ficando em segundo, atrás do seu rival Alves Barbosa, com quem manteve um empolgante duelo durante toda a prova, tendo contribuído decisivamente para a vitória colectiva do Académico Futebol Clube. A experiência adquirida nos primeiros dois anos de profissionalismo, levou Ribeiro da Silva a ganhar de forma inequívoca a Volta a Portugal de 1957, deixando o segundo classificado a 6.45 m. O ano de 1957 foi fantástico para Ribeiro da Silva, que brilhou a nível internacional, assumindo-se como uma promessa da velocipedia mundial. Na Vuelta à Espanha obteve a quarta posição e no Tour de França, representando a equipa Rochet-Dunlop, alcançou o 25º lugar, coroado com um triunfo na mítica montanha do Toumalet (Pirineus). Estavam reunidas todas as condições para que José Manuel Ribeiro da Silva, dada a sua juventude, viesse a afirmar-se como um grande valor do ciclismo internacional. Um estúpido acidente de motorizada, no dia 9 de Abril de 1958, roubou ao ciclismo português e ao Académico Futebol Clube um dos seus maiores vultos, apelidado pelo histórico e exigente jornalista do L´Équipe, Paul Ruinart, como "O Português Voador".

Image


Alves Barbosa
ImageNascido em 24/12/1931 em Fontela, Vila Verde, Figueira da Foz, Alves Barbosa foi o primeiro ciclista português a vencer três vezes a Volta a Portugal (1951, 1956 e 1958), e a ficar colocado nos primeiros dez do Tour de France (1959), sendo considerado um dos melhores ciclistas portugueses de todos os tempos.Tendo apenas representado as  formações do Sangalhos (em Portugal) e  Rochet-Dunlop, Rapha-Gitane-Dunlop, Merlin-Huret e Margnat-Rochet-Dunlop (em França), disputou 4 Tours, 3 Vueltas à Espanha, 2 Voltas a Marrocos e 2 Voltas à Andaluzia.
Venceu diversos circuitos e alcançou os títulos de Campeão Nacional de Ciclo-Cross em 1960 e 1961 e de Estrada-Elites em 1955, 1956, 1958 e 1959.
Terminada a carreira ciclista, iniciou um percurso de treinador ao serviço do Sport Lisboa e Benfica (1961) e da Selecção Nacional (1975, 1978, 1989 e 1992).
No ano de 1990 recebeu a Medalha de Mérito Desportivo e em 2007 foi condecorado com a Medalha de Ouro da Juventude e dos Desportos de França.

Image

Peixoto Alves
ImageNascido em 23/05/1941, na Freguesia de Soutelo, concelho de Vila Verde, Peixoto Alves, inicou a sua carreira (1960-1966) como popular no F.C. Porto, tendo depois representado o Aldoar e o Sport Lisboa Benfica, onde se tornou um dos melhores ciclistas portugueses.
Foi Campeão Nacional Estrada-Elites e participou na Volta ao Futuro/1963 (7º), Vuelta à Espanha/1962, 1963 e 1965, Volta a S. Paulo/1962 e 1966, Tour de l`Avenir/1963, Volta à Catalunha/1965, Campeonato Mundial/1965/1966. Lisboa-Porto/1965 (1º) e Volta a Portugal/1965 (1º), 1966/1962 (2º)  e 1963 (3º Geral e 1º na Montanha e nos Pontos).
Retirou-se aos 25 anos, deixando um lugar difícil de preencher no Sport Lisboa Benfica e no ciclismo.  

Image

Sousa Cardoso
Image
Oriundo de  Lavandeira-S. João de Ver, onde nasceu em 10/01/1937, Sousa Cardoso sempre envergou as cores do F.C. Porto.
Nna sua brilhante carreira (1958-1966), destacaram-se os seguintes resultados obtidos: GP Santo Tirso/1958 (1º), Volta a Portugal/1958 (1º Classificação por Pontos) e Volta a Portugal/1960 (1º Classificação Geral Individual).
A nível internacional participou no Tour de L`Avenir (3º), GP Ldodio (3º), Tour do Futuro (10º),Tour France e Vuelta à Espanha/1959 (vencedor da etapa Pamplona-San Sebastian, após uma sensacional fuga de 152 Kms).
Depois de encerrada a carreira de ciclista, permaneceu ligado ao ciclismo, tendo exercido funções de Treinador da equipa do F.C. Porto.

Image

Nicolau e Trindade
Image
Naturais do Cartaxo, José Maria Nicolau (15/10/1908) ao serviço do Sport Lisboa Benfica conquistou as Voltas a Portugal de 1931 e 1934 e Alfredo Treindade (03/01/1908) defendendo as cores do Sporting Clube Portugal triunfou nas Voltas de 1932 e 1933.
Os duelos empolgantes entre os dois ciclistas, apaixonaram os portugueses, que transportaram para o ciclismo toda a rivalidade existente entre os dois grandes de Lisboa: Sport Lisboa Benfica e Sporting clube de Portugal. Contudo e apesar das acérrimas disputas entre Nicolau e Trindade, os dois ciclistas sempre colocaram, os fortes laços de amizade que os unia, à frente da rivalidade existente entre ambos os clubes, mostrando à sociedade a verdadeira forma de encarar o desporto e a competição.

Image

Marco Chagas
ImageMarco Chagas
(Pontével, 19/11/1956) é um antigo ciclista e director desportivo português, que venceu a Volta a Portugal nos anos de 1982, 1983, 1985 e 1986, sendo o ciclista com maior número de vitórias na competição. Ao longo da sua brilhante carreira, envergou as camisolas da Costa do Sol, Águias-Clock, Lousa Trinaranjus, Puch-Sem-Campagnolo, F C Porto-UBP, Mako Jeans, Sporting Raposeira, Louletano Vale do Lobo e Orima.
Para além das vitórias na Volta a Portugal, foi Campeão Nacional de Perseguição (1977), Equipas (1982 e 1983), Individual-Elites (1985) e venceu o Porto-Lisboa (1983), o Grande Prémio do Minho (1983 e 1986), a Volta à Madeira (1983) e os circuitos da Malveira (1985), Cartaxo (1985) e Marinha Grande (1990). Ao serviço da Puck-Sem-Campagnolo e do Sporting Raposeira, tendo como colega de equipa o consagrado Joaquim Agostinho, participou nos Tour de Frande/1980 (41º) e 1984 (77º). 
Ciclista de créditos firmados, com 74 vitórias na carreira, entre as quais 22 vitórias em etapas da Volta a Portugal, Marco Chagas foi director desportivo de algumas equipas profissionais depois de se retirar da competição, exercendo actualmente funções de comentador num canal televisivo.

Image

Venceslau Fernandes
ImageNatural de Perosinho-Gaia (22/04/1965), foi um ciclista que ao serviço do  Sport Lisboa e Benfica, F.C. do Porto, Ambar, Ajacto, Sangalhos-Sis-Sachs, Leixões e Académico do Porto, granjeou  enorme simpatia e popularidade junto dos adeptos nacionais.
O ponto alto da sua longa carreira, foi atingido aos 39 anos de idade, com uma espectacular vitória na Volta a Portugal de 1984. Abandonou a modalidade aos 46 anos de idade, ao cabo de 25 anos de carreira, onde se destacaram os seguintes êxitos: Circuito Malveira/1974 e 1979 (1º), Porto-Lisboa/1976 (1º), GP JN/1980 (1º), Troféu Joaquim Agostinho/1981 (1º), GP Agrindustria/1986 (1º), Circuito Alenquer/1987 (1º), Prémio da Montanha da Volta a Portugal/1979 e 1983 (1º), Prémio Combinado da Volta a Portugal/1981 e 1984 (1º) e Volta a Portugal/1984 (1º).
O "Velho Lau", nome pelo qual é carinhosamente chamado, é pai de Vanessa Fernandes (campeã mundial, europeia e vice-campeã olímpica de triatlo feminino).

Image

Manuel Zeferino
ImageNatural de Freguesia de Navais, concelho da Póvoa do Varzim, Manuel Zeferino revelou-se como um dos maiores ciclistas portugueses, obtendo brilhantes vitórias na Volta a Portugal de 1981, Volta ao Alentejo, GP Jornal de Notícias, GP Costa Azul, GP Correio da Manhã e GP Sical. Teve meritórias participações no Tour de France, na Vuelta à Espanha e no Campeonato do Mundo e foi distinguido com o Troféu Gandula e Troféu de Ciclista do Ano pelo Clube de Imprensa (1981). Iniciou e concluiu a sua carreira, respectivamente, nos anos de 1975 e 1992, tendo envergado as camisolas do F.C. Porto, Mako Jeans, Zor, Sporting Clube de Portugal, Lousa e Boavista.
Finalizada a carreira de ciclista, enveredou pela actividade de Director Desportivo, tendo sido distinguido com o Prémio Cnid, já que debaixo da sua orientação a União Ciclista da Maia e diversos ciclistas, obtiveram assinaláveis êxitos a nível nacional e internacional: Fabian Jeker (Volta a Portugal 2001, Volta a Valencia 2002 e Volta às Asturias 2004), Claus Moller (Volta a Portugal 2002), David Bernabeu (Volta a Portugal 2004), Xavier Tondo (Volta a Portugal 2007), João Cabreira (Volta ao Algarve 2006), Danail Petrov (Troféu Joaquim Agostinho 2007), Pedro Cardoso (GP Rota dos Móveis 2006, GP Minho 2006 e GP CTT 2007), Bruno Pires (Volta a Trás-os-Montes 2006 e Campeonato Nacional de Estrada 2006) e Maia LA MSS (3º lugar da classificação geral por equipas na Vuelta à Espanha 2003, 1º lugar no Tour da Romandia 2003, 1º lugar na Volta às Astúrias 2004 e 1º lugar na Volta à Polónia 2004).
Actualmente exerce funções de responsável do BikeService (www.bikeservice.pt), empresa ligada à organização de eventos e gestão de carreiras desportivas.

Image

Joaquim Gomes
ImageConsiderado um dos maiores nomes do ciclismo português, Joaquim Gomes (21/11/1965), iniciou a sua carreira de profissional no ano de 1986 ao serviço do Sporting Clube de Portugal. Seguiram-se as equipas do Louletano-Vale do Lobo, Torreense-Sicasal, Sicasal-Acral, Lousa-Calbrita, Recer-Boavista, Sicasal-Acral, LA Alumínios, LA Pecol e Carvalhelhos-Boavista, onde deu por encerrada a sua brilhante carreira em 2002. Excelente trepador, participou em 18 Voltas a Portugal, tendo vencido as edições de 1989 e 1993. No seu extraordinário palmarés podemos encontrar vitórias na Volta ao Alentejo (1988), Volta ao Algarve (1988, 1991 e 1992), Troféu Joaquim Agostinho (1990, 1991, 1992 e 1994), Tour de Vaucluse (1992), GP Marinha Grande (1993), Volta a Santa Maria da Feira (1993), GP Jornal Notícias (1995), Volta Trás-os-Montes (1996), Circuito da Malveira (1997), Circuito S. João da Madeira (1987), Campeonato Nacional de Estada-Elites (1997 e 1999), Circuito Nafarros (1988), GP Celorico da Beira (1999) e GP San Lorenço (1999).
O apego ao país, o carinho e a popularidade granjeada junto dos portugueses, não o tentaram a dar o salto para além-fronteiras e a arriscar uma carreira no estrangeiro. Contudo participou numa Volta à Espanha ao serviço da Sicasal-Acral, na qual uma arrepiante queda o obrigou a desistir e o impediu de obter uma excelente classificação, já que se vinha batendo galhardamente, nos prémios de montanha, com o Pedro Delgado e o Luís Herrera, dois nomes sonantes do ciclismo mundial.
Na actualidade, desempenha funções na PAD, sendo o Director e Reponsável máximo da Volta a Portugal. 

Image

Orlando Rodrigues
ImageNascido em 21/10/1969, Orlando Rodrigues teve uma exemplar carreira ciclista (1991-2003), tendo representado as equipas da Sicasal-Acral, Artiachi, Banesto e LA Pecol. Na sua carreira internacional obteve enúmeros êxitos destacando-se: Clássica de Vila Franca de Xira/1990 (1º), Tour du Vaucluse/1992 (2º), Circuito Gexto/1994 (1º), Troféu Joaquim Agostinho/1995 (1º), Circuito da Malveira/2001 (1º), Clássica de Alcochete/2002 (1º), Volta a Portugal/1994 e 1995 (1º) e Campeonato Nacional de Estrada-Elites/1994 (1º).
Para além dos mencionados triunfos, participou de forma brilhante na Volta à Catalunha/194, Jogos Olímpicos/1996 (39º), Tour de France/1998 e 2000 e Giro d`Italia/2000.
Concluída a carreia profissional, exerceu funções de Director Técnico da equipa do Sport Lisboa Benfica.

Image

Delmino Pereira
ImageNascido a 23/08/1967 na Campeã-Vila Real, Delmino Albano Magalhães Pereira sempre envergou a camisola do Boavista Futebol Clube.
Ciclista extremamente humilde, modesto, correcto e exemplar, conquistou diversos triunfos na sua longa carreira profissional (1984-2001): GP A Bola/1988 (1º), GP Gondomar/1989 (1º), GP Vilarreal Espanha/1989 e 1990 (1º), Ronde de l`Oise/1990 (1º no Prémio Montanha), GP O Jogo/1992 (1º), Clássica da Primavera/1994 (1º), GP Póvoa do Varzim/1994 (1º), Guimarães-Pontevedra-Guimarães/1994 (1º), Volta a Trás-os-Montes/1994 e 1998 (1º), GP do Minho/1995 (1º), Volta a Portugal/1995 (1º no Combinado), GP Abimota/1996 (1º), GP Joaquim Agostinho/1997 (1º), Circuito de Nafarros/2001 (1º) e Campeonato Nacional de Estrada-Elites/1997 (1º).
Diretor da UVP-FPC desde 2004, foi distinguido com o Troféu Super Prestígio, Troféu Roda de Ouro, Troféu Pantera Atleta Alto Rendimento/2000 e Medalha de Mérito Desportivo da Câmara Municipal de Vila Real.
Em dezembro de 2012, apresentou a candidatura à Presidência da UVP-FPC, para a qual foi eleito, sucedendo no cargo a Artur Moreira Lopes.

Image

Vítor Gamito
ImageO Poulidor português, assim conhecido, por quatro vezes ter obtido o 2º lugar na Volta a Portugal, que viria a vencer no ano de 2000, Vítor Gamito, nascido em 21/04/1970 em S.Sebastião da Pedreira-Lisboa, foi um dos grandes nomes do cilismo nacional na década de 90. Ao longo da sua carreira envergou as camisolas da Sicasal-Acral, MX Onda, Estepona, Troiamarisco, Porta da Ravessa, Barbot-Torrie, Cantanhede-Marquês de Marialva e Maia Milaneza, ao serviço das quais alcançou excelentes resultados: GP JN/1993 e 1994 (1º), Volta ao Algarve/1994 (1º), GP do Minho/1999 (1º), GP Sport Notícias/1999 (1º), Volta a Portugal/2000 (1º), Campeonato Nacional Crono/1999 (1º) e Estrada-Elites/2000 (1º), Semana Catalã/1997 (4º) e Volta à Andaluzia/1997 (4º).
Encerrada a carreira na estrada, transitou ao btt, continuando a espalhar a sua enorme categoria, somando triunfos nas mais mediáticas maratonas nacionais e internacionais.
Vítor Gamito tornou-se no primeiro cilista a vencer a Volta a Portugal nas vertentes estrada e btt: Volta a Portugal 2000 e Transportugal Garmin Race 2012.

Image

Cândido Barbosa
Image Conhecido pelo "Foguete de Rebordosa" ou "Ciclista do Povo", Cândido Barbosa, nascido em 31/12/1974 em Rebordosa-Paredes, é um ciclista que inciou a sua carreira profissional em 1996, tendo envergado as camisolas do W52 Paredes Móvel, Maia-Jumbo, Banesto, LA-Pecol, LA-Liberty, LA Alumínios-Liberty Seguros, Liberty Seguros, Sport Lisboa Benfica e Duja Tavira. Ciclista completo, conta com mais de cem vitórias no seu palmarés internacional, sendo de destacar: Campeonato Europeu de Esperanças/1996 (1º), Porto-Lisboa/1997 (1º), Volta ao Algarve/1997 (1º), GP Mosqueteiros/2003 (1º), Volta Terras Stª Maria da Feira/2002 e 2005 (1º), GP CTT/2004 (1º), Troféu RDP/2005 (1º), Troféu Sérgio Paulinho/2005 (1º), Campeonato Nacional Crono/2005 (1º) e Estrada/Elites/2007 (1º), Classificação por pontos Volta a Portugal/1997, 1998, 1999, 2003, 2004, 2005 e 2009 (1º) e Voltas a Portugal 2005, 2006 e 2007 (2º, 3º, 2º).
Retirado da modalidade, Cândido Barbosa foi eleito e exerce atualmente funções de Vereador do Pelouro do Desporto do Município de Pardes; contudo mantem a sua ligação ao mundo velocipédico, através da ROI ACM Concept, responsável pela organização do Serras Míticas de Portugal/Troféu Liberty Segros.

Image

Image  Image

Image  Image

Image

Sérgio Paulinho
ImageNatural de Oeiras onde nasceu em 26/03/1980, Sérgio Paulinho iniciou a sua carreira na ASC-Vila do Conde, transitando posteriormente para a LA-Pecol, LIbertySeguros-Wurth, Discovery Channel, Astana e Team Radio Shack, para onde se transferiu recentemente.
O ponto mais alto da sua carreira foi nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, onde obteve uma sensacional medalha de prata, após espectacular sprint disputado com Paolo Bettini, que viria a alcançar o ouro olímpico. Contudo no seu palmarés registam-se outros significativos êxitos: Campeonato Mundial de Sub-23 (3º), Tirreno Adriático/2005 (3º), Vuelta à Espanha/2006 e 2008 (16º e 26º e vitória na etapa Avilés-Museo de Altamira), Tour de France/2007, 2009  e 2010 (1º Classificação geral por equipas e vitória na etapa  Chambéry-Gap) e Campeonato Nacional de Estrada Elites/2008 (1º).
Para além dos brilhantes resultados registados, Sérgio Paulinho teve importante e decisiva colaboração nas vitórias de Alberto Contador nos Tours de France 2007 e 2009, o que conduziu à sua contratação para o Team Radioshack, que actualmente representa.
Image

Image  Image

Image  Image

Image  Image

Image  Image

Image

Manuel Cardoso
Image Natural de Paços Ferreira (07/04/1985) notabiliza-se atualmente como um dos grandes sprinters do pelotão internacional, somando já 11 vitórias em etapas, ao serviço do Carvalhelhos-Boavista (2006), Riberalves-Boavista (2007), LA Liberty Seguros (2008 e 2009), Foton Servetto (2010), RadioShack (2011) e Caja Rural (2012).
As suas prestações no Tour e na Vuelta 2010 ao serviço da Foton Servetto, discutindo finais de etapa com ciclistas do nível de Mark Cavendish, Alessandro Petacchi, Tyler Farrar ou Thor Hushovd, levaram à sua contratação pela RadioShack. A partir de 2012, foi contratado pela Caja Rural cujas cores enverga atualmente.

Image

Tiago Machado
ImageNascido em Vila Nova de Famalicão (18/10/1985), Tiago Machado revela-se como um dos maiores ciclistas portugueses da atualidade.
Ao serviço do Madeinox Boavista e da RadioShack tem obtido excelentes classificações: Volta a Portugal 2008 (líder da juventude) e 2009 (5º da geral e líder da juventude), Grande Prémio Joaquim Agostinho 2008 (1º), Campeão Nacional de Estada/Ellites 2009,  Circuito de La Sathre 2010 (2º), Volta ao Algarve 2010 (3º), Criterium International 2010 (3º) e 2011 (5º), Tour of Austria 2010 (4º), Tour Romandia 2010 (6º), Vuelta Castilla y León 2010 (7º), Tour Pologne 2010 (10º), Giro del Trentino 2011 (2º), Tirreno Adriatico 2011 (7º) e Giro de Itália 2011 (20º)

Image

André Cardoso
Image Nascido em 03/09/1984 em S. Cosme-Gondomar, André Cardoso, destaca-se na atualidade como um dos grandes trepadores do pelotão internacional, como comprovam as excelentes prestações, ao serviço do Paredes Rora dos Móveis/Fercase (2006-2008), Tavira Prio (2009-2011) e Caja Rural (20012-2013).
Os principais resultados alcançados foram: o 21º lugar na Vuelta Espanã 2012 a 31:51 m de Alberto Contador (Team Saxo Bank), o 2º lugar na Volta a Portugal 2011 a 1:31 m de David Blanco (Tavira Prio) e o 17º lugar no Campeonato Mundial de Estrada 2009, disputado em Mendrisio-Suíça, a 2:44 m de Cadel Evans (Australia). 

Image

João Cabreira
Image
Oriundo da  Póvoa de Varzim onde nasceu em 12/05/1982, João Cabreira tem-se revelado como o maior trepador do atual ciclismo nacional, como atestam as duas brilhantes vitórias alcançadas na Senhora da Graça, durante as Voltas a Portugal de 2006 e 2009.
Ao longo da sua carreira representou as equipas do Carvalhelhos Boavista, Maia Milaneza, LA MSS, Clube Ciclista de Loulé/Louletano e Onda Boavista, onde se encontra na atualidade.
Para além das referidas vitórias, obteve assinaláveis êxitos na Volta ao Algarve 2006 (1º), Volta às Asturias 2008 (12º), Volta a Portugal 2006 (4º) e 2009 (5º) e sagrou-se Campeão Nacional de Estrada/Elites em 2008 e 2011.
Em janeiro de 2013, de forma inesperada e surpreendente, João Cabreira  anuncia o final da sua carreira desportiva, passando a dedicar-se a tempo inteiro à Biketreino, empresa especializada na preparação de atletas ligados à área velocipédica.

Image

                         CICLISTAS PORTUGUESES QUE SE DESTACARAM EM LA GRANDISSIMA
                   (Classificação Geral Individual, Prémio da Montanha, Pontos e Combinado) 

Image
Image
Image
Image
Image
        Mário Silva
      José Pacheco
      Joaquim Leão
       João Roque
    Francisco Valada
Image
Image
Image
Image
Image
      Américo Silva
       Joaquim Leite
     Leonel Miranda
 Herculano Oliveira
 Firmino Bernardino
Image
Image
Image
Image
Image
    Adelino Teixeira
       Belmiro Silva
    J. Sousa Santos
   Francisco Miranda
     Manuel Cunha
Image
Image
Image
Image
Image
 Fernando Carvalho
        Jorge Silva
    Alexandre Ruas
      Paulo Ferreira
        Pedro Silva

Image

                        CICLISTAS ESTRANGEIROS QUE SE DESTACARAM EM LA GRANDISSIMA
                   (Classificação Geral Individual, Prémio da Montanha, Pontos e Combinado) 
Image
Image
Image
Image
Image
   Toni Houbrecths
 Jesus Manzaneque
    Cayn Theakston
     Cássio Freitas
    Massimiliano Lelli
Image
Image
Image
Image
Image
     Zenn Jaskula  
    Marco Serpellini
        David Plaza
      Fabian Jeker 
      Claus Moller
Image
Image
Image
Image
Image
    David Bernabeu
    Vladimir Efimkim
      Xavier Tondo
      David Blanco
          Abilleira
Image
Image
Image
Image
Image
    Edgar Corredor
Michelle Laddomadia
   Paolo Lanfranchi
    Felix Cardenas
      David Arroyo     
Image
Image
Image
Image
Image
   Krassimir Vasiliev
    Van Wijngerghe
   Van Den Berghe
    Alessio Di Basco
      Denis Zanette
Image
Image
Image
Image
Image
 Saulius Sarkauskas
 Salvatore Comesso
       Angel Edo
     Peter Petrov 
   Stanto Stanchev
Image
Image
Image
Image
Image
  Walter Castignola
      Alvaro Lozano
    Wladimir Belli
    Paolo Tiralongo   
    Gilberto Gimoni
Image
Image
Image
Image
Image
Alessando Petacchi
      Sergio Pardilla
        Brice Feillu
   Sébastien Hinault
        Geral Ciolek

Image